OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA

Se tem uma coisa mais odiosa no capitalismo que a obsolescência programada, eu desconheço. Dedico essa pensata a ela.

Para começo de conversa e entendimento desse meu mau humor com o tema, carece dizer que fui selecionada como beta tester de uma wearable e um dos pré-requisitos era ter um iPhone versão 4s, no mínimo.

So far so good, eis que chega a joia na minha casa. Não posso dizer de qual produto se trata, pois a marca exigiu sigilo, mas preparei todo o circo para uma futura divulgação de uma resenha, com direito a unboxing, instalação, impressões e etc. Só que deu ruim.

Deu ruim porque meu iPhone é, apenas, versão 4. Fuéin. Descobri isso quando, ao tentar baixar o app que gerencia a wearable fui informada que precisava da atualização 8.1.3 do iOS e… a versão 4 não a suporta, só a partir do 4s.

iphone4sand4brazil

A diferença entre a versão 4 e 4s – pegadinha.

Que eu jurava que fosse. Aliás, googlando, descobri que realmente existe uma diferença mínima entre as versões, e que váaaarios usuários se confundem mesmo. Ok, agora nunca mais esqueço.

Bom, em contato com o fabricante me disseram que, infelizmente, não poderia participar do programa. Com o rabo entre as pernas, fechei my precious de volta no seu estojo e o despachei para Londres, pelo correio. Preciso dizer o quanto fiquei danada da vida?

ST0P4y5

Alegria de pobre dura pouco, fio.

A caminho de casa, me lembrei da obsolescência programada que é o leitmotiv de empresas como a Apple. E nem se trata de um segredinho sujo, heim, é sua razão de viver mesmo: lançar novas versões de sistemas operacionais  – hoje em dia com um espaço de tempo cada vez mais curto – para promover esse consumo desvairado. Todo mundo sabe, mas ninguém comenta.

Encontrei um documentário ó-te-mo sobre o assunto, que vale ser visto. Fala desde o cartel criado pelos fabricantes de lâmpadas incandescentes ao sistema usado por empresas como a Epson, que instalaria chips nas impressoras para fazê-las bloquear o seu funcionamento, depois de um número X de impressões. Podre, né? Tá aí o doc, a quem interessar possa:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=5tKuaOllo_0]

O fato é que hoje tenho um hardware em perfeito funcionamento mas, infelizmente, vou ficar presa no tempo. Isso porque, para acessar os novos apps ou suas novas versões, vou ter de comprar, forçosamente, um novo aparelho e descartar um antigo que ainda funciona. Agora me conta: que tipo de inclusão digital é essa?

No documentário, faltou abordar essa nova faceta da obsolescência programada. Não é que o seu celular ou computador vão parar de funcionar: eles vão ficar orbitando o passado, caso não tenham seus softwares atualizados.

Assim, como fazem as pessoas que não possuem renda suficiente para ficar trocando de aparelhos nessa ferocidade da contemporaneidade? Lost in translation? Pois é.

Tá na hora de colocar a massa cinzenta para pensar sobre o assunto, pois a gente fala muito sobre sustentabilidade, inclusive na moda, mas ela e todas as coisas do mundo que dependerão, no futuro, de dispositivos como um iPhone ou seus pares para levar uma vida “inteligente”, não podem estar condenadas a simplesmente perder a sua utilidade, de acordo com a vontade das grandes corporações.

Honestamente, esse tipo de convenção capitalista só me faz pensar no passado, nunca no futuro.

Em tempo: a França aprovou, no último dia 6 de agosto, um artigo de lei que pune as empresas que praticam a obsolescência programada. “Mas as empresas vão perder com isso, promover demissões e etc” – dirão os defensores dessa ultrapassada economia. Ajustar para caber, eu diria, num novo modelo de business justo, que realmente esteja alinhado com um pensamento mais evoluído de sociedade. 
Anúncios

One thought on “OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s