IRIS VAN HERPEN É A CARA DO FUTURO DA COUTURE PARISIENSE

Moda, novas tecnologias e artesanato na nova Couture 2017 desfilada em Paris, muito bem representada pela holandesa Iris Van Herpen.

herpen_hcfs17_038jpg-lrg
©Team Peter Stigter

O seleto reduto de estilistas e marcas que participam da Alta Costura parisiense já não é mais o mesmo. Desde de que abriram as portas para a exploração da moda e sua relação com as novas tecnologias digitais, a semana ganhou um tipo de atmosfera avant-garde sem precedentes, nesse espaço que sempre esteve em contato com a tradição secular do refinado artesanato dos ateliers de Paris.

Iris Van Herpen é o nome da holandesa que tomou de assalto a Couture da Cidade Luz. Se antes o luxuoso passado das maisons era feito de quilômetros de tecidos finamente rebordados e bem talhados, hoje também se fala sobre o futuro do universo binário aplicado aos tecidos e materiais cada dia mais inovadores, ao menos quando os modelos criados pela designer riscam a passarela.

lowe_ivh_paris_couture2017_700-lrg
©Team Peter Stigert

“Between the Lines” é a nova coleção primavera-verão 2017 apresentada por Iris Van Herpen, no último dia 23 de janeiro. A imperfeição dos sistemas e estruturas dos mundos físicos e digitais era o tema. Nesse universo onde a estética do erro tem sido discutida sob os mais diversos vieses, da arte, à moda, à publicidade e não só, Iris construiu padrões para, em seguida, distorcê-los ou desconstruí-los.

Espaços lineares e contrastes evidentes são a base para os materiais e patterns desenvolvidos para as peças que compõem a coleção, desafiando o espectador a ser “parte do sistema”, mas sempre consciente das suas falhas.

©Team Peter Stigter

Esther Stocker

Uma das coisas que Iris Van Herpen faz questão de ratificar em cada temporada são as colaborações, contaminações e hubs que estabelece, com artistas e profissionais de diversos segmentos.

32_stocker_roudnice_13
“Unlimited Space”, de Esther Stocker. Galeria de Arte Moderna, Roudnice nad Labem, 2013. © Reprodução.

Em “Between the Lines” foi a vez de celebrar a parceria com a artista Esther Stocker, italiana de Silandro atualmente baseada em Berlim, com passagem pelas Academias de Arte e Design de Viena, Brera (Itália) e Pasadena, na Califórnia. Sua estética foi transportada para a cenografia da passarela, provocando uma distorção visual e profundidade de campo geométrica, subvertendo o espaço e estabelecendo uma conexão linear que, na verdade, não existe.

Estética do erro

pba_9307jpg-lrg
©Morgan O’Donovan& Molly SJ Lowe

As distorções criadas por glitches formam a base do processo de criação de “Between the Lines”, construindo um cenário que evidencia a beleza da imperfeição em silhuetas e texturas, numa paleta minimal, nada daquele RGB oitentista dos glitches de vídeos que costumamos ver por aí.

©Morgan O’Donovan & Molly SJ Lowe

Novas técnicas e tecnologias

IRIS-VH-AW17-2710-LRG.jpg
©Morgan O’Donovan & Molly SJ Lowe

Novas técnicas e tecnologias incluindo tecidos em poliuretano (PU) pintados à mão com modelagem 3D da estampa através de injeção, além de finos tecidos Mylar expansíveis, cortados a laser, estudo criado em colaboração com o arquiteto Phillip Beesley.

Calçados

Com solado em cobre, em design concretista, os sapatos do desfile foram exclusivamente desenvolvidos com conceito criado em parceria com a designer de calçados Carolin Holzhuber. 

Reparem no gap entre o salto e a plataforma: mais uma referência à falha do sistema ao qual estamos expostos. E se analisarmos a altura proposta para os pisantes, a considerar a altura da queda de quem não estiver consciente dos erros contidos na Matrix.

Mind the gap!

©Reprodução.

***

Ficha técnica de Between the Lines:

Styling: Patti Wilson
Casting: Maida Boina
Make-up: M.A.C. Pro Team
Hair: Martin Cullen
Music: Salvador Breed
including track 'The Statue' by Machinedrum
Collaborating artist: Philip Beesley
Creative consultant: Jerry Stafford
Collaborating installation artist: Esther Stocker
Shoes in collaboration with Carolin Holzhuber
Press release: Eugene Rabkin & Jerry Stafford
Show direction: Kim Vos & Michelle den Hollander | Bdifferent
Show production: SixUp Paris | N6
Light design: Stefan Prokop & Pol van Veen | Jurlights
Video registration: Fabrice Daville | Premices Films
Backstage video: Ryan McDaniels
Frontstage photography: Team Peter Stigter
Backstage photography: Morgan O'Donovan & Molly SJ Lowe
Special Thanks to:
Fédération Française de la Couture
Warren Du Preez & Nick Thornton Jones
Illustration booklet | Alla Polozenko
Davy Hezemans | Spice PR
Debby van Geffen
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s